Culinária Afro-Brasileira: História (4)

Nesse período, final do séc. XVIII, na Bahia começava-se a formar as primeiras comunidades religiosas de origem fon e yorùbá, como a fundada na Barroquinha dedicada ao culto de Àyrá Ìntilè. Por esse período a gastronomia afro-brasileira ganhava novos condimentos e preparos, com a introdução desse variado cardápio dos alimentos dos deuses. Os homens comendo o mesmo que os deuses. Essa gastronomia ritual e sagrada está presente também no plano profano, como as celebrações costumeiras.

As negras bahianas vendendo os preparos rituais, nas ruas, com bandejas ambulantes, ganhando o necessário para pagar as suas obrigações no terreiro. Aos solavancos a nova gastronomia yorùbá-fon se mescla com a já existente no país e vai entrando de novo no quotidiano das populações.

Anúncios

One thought on “Culinária Afro-Brasileira: História (4)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s